Conselho Estadual encaminha agenda 2019 em Assembleia Estadual

O Conselho Estadual da RCC de São Paulo esteve reunido de 14 a 16 de setembro de 2018, na Chácara dos Abarés, em Santo Amaro (SP) para a penúltima Assembleia Estadual deste ano. Dos coordenadores diocesanos presentes, apenas três não puderam estar presentes. Entretanto, enviaram representantes com as devidas procurações para poderem ter direito a representa-los por voto. A assembleia teve início na sexta-feira (14) com a Santa Missa e encerrou-se no domingo (16) ao meio dia.

Na manhã de sábado (15), a presidente Lucimar Maziero fez uma breve reflexão aos coordenadores chamando-os a olhar para  esse tempo de coordenação em que se encontram. Para ela, estar numa área de reserva legal, uma área de preservação, “é um sinal de Deus chamando-nos a preservarmos a nossa fé, nossa esperança, o amor. Deus nos quer longe da poluição e quer nos dar água natural que brota no peito de Jesus!”, afirmou na oração da manhã.

Ela concluiu o momento, convidando os coordenadores a ir para um momento de deserto em que foram conduzidos a fazer a “subida ao Palco do Calvário”. No retorno, todos louvaram a Deus e adoraram ao Santíssimo Sacramento, logo após participaram da Santa Missa.

Biênio 2019-2020

Luiz César

A Assembleia deste mês teve caráter eletivo, onde o Conselho Deliberativo – coordenadores diocesanos e a atual presidente, Lucimar Maziero – elegeram o novo Presidente estadual, Marcelo Marangon, para o biênio 2019-2020. A eleição teve início na tarde de sábado (15/09) e foi presidida por Luiz César Martins, membro do Conselho Nacional e coordenador da Comissão de Projetos Institucionais da RCCBRASIL. O coordenador estadual do Ministério Cristo Sacerdote, Pe. Milton Vicente foi convidado para auxiliá-lo na contagem dos votos.

Novo Presidente para o biênio 2019-2020

Para compor a Diretoria Executiva da nova presidência da RCC SP, Marcelo convidou Sebastião de Fátima Camargo (“Tião” de Sorocaba) como secretário-geral, Rita de Cássia Vieira de Camargo (Votorantim) para ser secretária do Conselho e Silvio Alves de Souza (Piracicaba) como tesoureiro. Luiz César empossou toda a Diretoria Executiva, juntamente com Marcelo, para o mandato de dois anos a começar em janeiro de 2019.

Novo Conselho Fiscal

Foram eleitos também os novos membros do Conselho Fiscal: Aparecido José Santana (presidente do Conselho Fiscal), Cleber da Silva Santos (Mogi das Cruzes) e Leandro Andrade Pereira (Santo Amaro) e os suplentes, José Carlos (Franca) e José Augusto Aguiar Junior (“Juninho” de Osasco). A cada resultado das eleições, Luiz César convocara o Conselho Estadual, coordenadores estaduais de Ministérios e convidados a orar pelos eleitos.

Por fim, Luiz César agradeceu a todos pela maneira como procederam durante todo o pleito e convidou todos a orarem pela Lucimar, por sua dedicação ao Conselho Nacional e ao Conselho Estadual da RCC de São Paulo neste mandato.

Encaminhamentos

No sábado à noite, após o jantar, foram realizados os encaminhamentos para a Agenda 2019 do movimento. O Conselho aprovou o retorno da Missão Jesus no Litoral (JNL) que celebra 10 anos na próxima edição a ser realizado na Diocese de Santos, onde tudo começou. O JNL acontecerá de 27 de dezembro de 2018 a 4 de janeiro de 2019.

Presidente apresenta encadernação sobre Missões Diocesanas contempladas pelo Dia Consagrado

Para o ano que vem, o Conselho Estadual definiu também que haverá somente duas Assembleias Estaduais, a primeira de 8 a 10 de fevereiro de 2019 na Arquidiocese de Aparecida e a segunda, de 22 a 24 de novembro de 2019, na Diocese de Bauru. Vale destacar que, no ano que vem não serão realizados Congressos Diocesanos e nem Encontros Estaduais de Ministérios, por recomendação da RCCBRASIL.

O Conselho Estadual aprovou ainda o cancelamento do Encontro Estadual de Lideranças (EEL) em 2019. O objetivo é concentrar-se na celebração jubilar dos 50 anos da RCC do Brasil e da RCC de São Paulo, onde o movimento teve início em 1969. Na primeira Assembleia Estadual deste ano, em março, o Conselho aprovou que seja realizado um Cenáculo Estadual ao invés de um Congresso Estadual. Dessa forma, no último sábado, Lucimar e Marcelo Marangon organizaram um Comitê para cuidar dos primeiros preparativos do evento. Ficou definido previamente que o Cenáculo Estadual será realizado no mês de setembro a princípio.

Lucimar apresentou também aos conselheiros os projetos diocesanos contemplados pela partilha do “Dia Consagrado pela Missão”. A noite encerrou-se com um momento conduzido por Leandro, coordenador diocesano de Santo Amaro, e pela irmã Salvista, Madre Juliana, coordenadora estadual do Ministério para Religiosas. Padre Milton apresentou a Beata Elena Guerra cada um dos participantes desta Assembleia e abençoou o ícone da santa, presente da diocese que nos acolheu, ofertado a todos.

No domingo, Adriano Souza e Leandro agradeceram por todo apoio da Arquidiocese de São Paulo, da Diocese de Campo Limpo e de Osasco na acolhida dos jovens que participaram do Encontro Nacional de Jovens neste mês. Eles falaram de alguns testemunhos divulgados pela juventude ao Ministério Jovem.

Maria Mantovani, coordenadora estadual do Ministério de Intercessão, também apresentou os direcionamentos para todo o movimento neste tempo de eleições e, recomendou que os servos de todo estado de São Paulo sejam convocados a orar pelo Brasil, oferecendo o terço do dia e realizando a Consagração do nosso país ao Sagrado Coração de Jesus.

Missa de encerramento

Em sua homilia, na Missa de encerramento, Pe. Milton afirmou que “esta Eucaristia é como uma síntese de tudo que o Senhor nos permitiu viver neste fim de semana. O Evangelho mostra esta passagem do ‘sentir para O servir’. Essa foi a dificuldade de Pedro e dos discípulos. Pedro proclama que Jesus é o Messias e é chamado a servi-Lo como toda Igreja, entrando na Escola da Paixão. Porém o apóstolo não quer passar pela cruz, ele ainda não havia entendido as palavras de Cristo. Por isso, ele o repreende e diz (na tradução grega) “Para trás, Pedro, porque este é o lugar que devo seguir”. Peço ao Senhor que nos coloque no lugar em que ele colocou Pedro, o melhor lugar. Quando aprendeu que ele tinha que ir para trás de Jesus, ele se colocou na Cruz, o melhor lugar para nós”.

Posts Relacionados

Deixe seu Comentário