Em meio aos pioneiros, RCC-SP pode olhar, com esperança, para a Nova Geração de Carismáticos!

Logo após sua última pregação do Congresso Estadual, a Presidente do Conselho Estadual RCC SP, Lucimar Maziero, ainda em oração, convidou todos os coordenadores diocesanos para subirem ao palco, acompanhados da Nova Geração de Carismáticos (coordenadores diocesanos do Ministério Jovem, lideranças jovens e crianças).

Os coordenadores diocesanos do Ministério Jovem traziam consigo uma bandeira com o desenho de uma chama e os dizeres: Nova Geração de Carismáticos. Esta bandeira acompanhou as atividades do MJ do estado ao longo deste ano jubilar e, nesse gesto profético, também queria simbolizar a presença de toda a juventude carismática do estado de São Paulo. Cada um deles esteve acompanhado de uma criança, a qual simbolizava o futuro da história da RCC.

Para receber a nova geração de carismáticos, estavam no palco alguns pioneiros da RCC no Brasil, que fizeram parte da “primeira geração”, entre eles Reinaldo e Reinaldo Reis e, especialmente, Pe. Haroldo Rahm (98 anos), que foi acolhido com muito carinho pelos presentes, por ser uma figura muito importante para o movimento no Brasil, já que foi o primeiro que acolheu, aqui no Brasil, os materiais trazidos dos Estados Unidos pelo então seminarista Eduardo Dougherty e se empenhou em formar uma equipe para estudar e difundir aquele conteúdo, que viria a originar a RCC.

Com muita alegria e entusiasmo, a nova geração de carismáticos foi tomando conta do palco e se juntando àqueles que foram os pioneiros, que abriram os caminhos para que essa “corrente de graça" chegasse e se espalhasse pelo Brasil.

Um grande clamor foi levantado: louvando e agradecendo a Deus pelos 50 anos da RCC, por tudo que foi vivido até aqui e pedindo uma nova efusão do Espírito Santo, para que todos assumissem um compromisso novo de levar adiante, com esperança e alegria, os próximos 50 anos do movimento: “Vida longa aos carismáticos!”.

Muita emoção, entusiasmo e alegria tomou conta do Centro de Eventos e todos cantavam a certeza da vida nova, da fé, da esperança e do amor para os próximos anos da RCC: “Eis que faço novas todas as coisas!” Aleluia!

Posts Relacionados

Deixe seu Comentário