Entidades sociais, Santa Casa e calçadão recebem Sentinelas em Missão

Nos dias 3 e 4 de janeiro, os missionários realizaram várias atividades externas à praia. Os sentinelas estiveram em uma Casa de Acolhimento para homens, no Asilo e na Santa Casa de Caraguatatuba (SP). As ações foram simultâneas à evangelização no palco, que nesta quinta-feira (4/01) se despediu dos banhistas.

Casa de acolhimento da Comunidade Católica “Divina Providência”

No período da manhã, parte das equipes foi dividida. Um grupo esteve no palco conduzindo a evangelização e a serenata na areia para os banhistas. Um outro grupo foi enviado à Casa de Acolhimento para homens, mantida pela Comunidade Católica “Divina Providência”, no bairro Rio do Ouro, em Caraguatatuba (SP). Na casa que acolhe ex-moradores de rua, os missionários partilharam com os internos, realizaram um Grupo de Oração, anunciaram o querigma, além de participar da oração do terço. Os integrantes tem em média, entre 45 e 65 anos de idade e foram acolhidas pela Comunidade para recuperação da saúde assim como, da espiritualidade.

Serenata na praia

Na praia, as equipes realizaram as serenatas anunciando o querigma por meio das canções. São uma ação de evangelização indireta. Os líderes pedem permissão aos banhistas para, sob os guarda-sois dos quiosques, cantar para aquele grupo de turistas.

Família recebe serenata dos missionários

Emocionada, Teresa Maria Ribeiro estava com toda a família quando recebeu a serenata da Missão. Ela afirma que “o que me emocionou na canção foi perceber que vocês estão aqui [na praia] evangelizando, no meio do ‘povão’, gostei muito de ver e de ouvi-los”.

O casal Priscila e Ricardo Ravacci após a serenata disse que “a missão é muito bonita, a gente ficou muito feliz porque, vemos que isso é por Deus. O que está acontecendo aqui é diferente. Queremos parabenizar vocês, porque já estamos acompanhando vocês há alguns dias, é uma linda missão e que agracia a gente!”.

Para Izilda Helena Bachalini Branquinho, de Franca-SP, foi uma emoção muito grande receber a serenata, “desde que a missão de vocês [missionários] iniciou as atividades não teve um dia que nós não tenhamos rezado com a família, juntamente com vocês”.

Santa Casa de Caraguá

No período da tarde, nos dias 3 e 4 de janeiro, a equipe dos artistas São Genésio e a do Menino Jesus (Ministério para Crianças) esteve presente na Santa Casa de Misericórdia da cidade. A coordenadora estadual do Ministério para Crianças de São Paulo, Cíntia Botelho, conta que o grupo visitou todas as alas do hospital. Ela conta que no dia 4, ao retornar com a Clarinha, soube que uma das crianças visitadas que estava em estado grave recebeu alta naquela tarde e pode voltar para casa. Segundo Cíntia, no dia 3, essa criança não tinha previsão de sair do local e que quando rezava por ela, disse que Nossa Senhora ia cuidar dela pra ela se recuperar e sair logo de lá. “Foi emocionante ver a ação de Deus naquele lugar”, concluiu.

Na homilia da missa de encerramento na sexta-feira (5/01), o Pe. André da diocese de Jundiaí testemunhou aos missionários que entrou no hospital pedindo para “ver Jesus” naquele lugar e que, pouco antes de terminar a missão ali, uma enfermeira trouxe a feliz notícia de que havia sido liberado para entrar na UTI (unidade de terapia intensiva) e “lá pude olhar nos olhos emocionados daquelas pessoas, por poderem receber a Unção dos Enfermos, que estavam ali entubadas e isoladas dos demais. Ali eu vi Jesus e a manifestação de Sua glória naquele lugar”.  

Texto e Fotos: Assessoria JNL/MJ-SP

Posts Relacionados

Deixe seu Comentário