JNL: Flashmob na praia do Indaiá movimenta banhistas

Nesta segunda-feira (1º/01), primeiro dia do ano, os missionários da 9ª Missão Jesus no Litoral estiveram na Praia do Indaiá para fazer o flashmob, pela primeira vez. Os banhistas foram impactados pela alegria dos missionários ao som da canção “O véu se rasgou”, de autoria do Frei Gilson (CMES). Todos acompanhavam a dança atentamente, alguns dançando e acompanhando a música.

flashmob no calçadão

De acordo com a Daiane Bonetti, secretária da articulação da Missão JNL-SP, “o flashmob é um querigma indireto. Porque as pessoas que não foram abordadas, no momento do flashmob são atraídas pela canção e, com isso, abre-se a possibilidade de abordá-las, alcançando assim um outro público, principalmente, os jovens que acabam parando ao ouvir a música e ver tantas pessoas dançando em locais inimagináveis, como a praia e as ruas”.

Para organizar a realização da dança, por volta das 15h do dia 1º, os sentinelas se reuniram no quiosque 30, da orla de Caraguatatuba (SP), para ensaiar e alinhar os últimos detalhes além de, separar os grupos que iriam entrar ao longo da canção. A equipe de assessoria de comunicação do JNL-SP, presente em todos os momentos, direcionou a gravação na areia. Vale destacar a presença e participação das Irmãs Salvistas (SJS) e dos Carmelitas (CMES).

Para Laís Monique das Neves, 20 anos (GO Luz da Aurora/RCC Diocese de Bauru), “o flashmob foi a oportunidade de transmitir o amor de Deus através do nosso corpo, momento de louvar a Deus e de mostrar às pessoas o quanto Ele nos ama. De mostrar em nossos olhos essa alegria de ser jovem de Cristo. E a canção escolhida é muito profética, porque “o véu se rasga e não há separação entre nós e Deus”. Por meio dos nossos gestos, do nosso olhar, dessa alegria e dos mais de 200 missionários unidos mostrar esta mensagem foi lindo demais”.

“Olhava muito para os banhistas, observava as reações. Enquanto dançávamos as pessoas paravam para nos olhar, via a admiração delas ao nos ver ali. O preparo dos missionários chamou a atenção dos banhistas”, relata Patrícia Aparecida Garcia, 33 anos, (GO Luz Divina/RCC Diocese de Itapeva).

No vídeo, os missionários ainda aparecerão dançando em outros locais, como no calçadão localizado no centro da cidade. A divulgação será no fim da Missão Jesus no Litoral nos canais de comunicação do Ministério Jovem de São Paulo.

Dia 2 de janeiro

Evangelização no bairro Indaiá

O segundo dia deste novo ano foi cheio de atividades. Os campos de missão foram as casas do bairro Indaiá e a roda de Viola que aconteceu à noite no calçadão na área central da cidade. Os pedestres passavam aplaudindo, cantando junto com os missionários as canções mais conhecidas. As equipes foram divididas em quatro grandes blocos que formavam corredores, para ao som de violões, cantar o amor de Deus aos moradores e turistas que passavam pelo local.

A missionária Débora Monteiro Mendes, 20 anos, (GOJ Nossa Senhora de Pentecostes/RCC Diocese de Santo Amaro) conta que, “o fato de estar cantando e a alegria dos missionários contagiavam os pedestres. Percebia também que muitos ali não eram cristãos, mas quando eles viam a nossa alegria eram tocados pelo anúncio da Boa Nova”. Na roda de viola, a maioria dos missionários não fazem abordagens diretas às pessoas. Entretanto, ela destaca que “algumas das pessoas que passavam abordavam os missionários que estavam cantando, dando assim oportunidade para anunciar o querigma à estas”.

Ao longo do dia, as atividades no palco foram conduzidas pelo Ministério para Crianças. A Clarinha e a equipe de evangelizadores ministraram um “Grupinho” na praia além de, realizar abordagens nos guarda-sóis anunciando o querigma às famílias e, em especial, às crianças. As atividades do palco acontecem em todos os dias da Missão.

Fotos e Texto: Assessoria JNL/MJ-SP

Posts Relacionados

Deixe seu Comentário