Ministério de Promoção Humana lança Campanha do Agasalho nos grupos

“Quando foi que te vimos peregrino e te acolhemos, nu e te vestimos? (Mt 25,38)”. O inverno inicia nesta quinta-feira (21/06), contudo, desde o começo do outono, nosso estado já vem sentindo as baixas temperaturas, e muitos dos nossos irmãos sofrem na pele pela falta de um agasalho. Com o propósito de cuidar do sofrimento destes irmãos é que o Ministério de Promoção de São Paulo (MPH-SP) propõe a Campanha do Agasalho dentro do Grupo de Oração.

Cáthia Pizzinato, coordenadora estadual do MPH-SP, conta que o Ministério de Promoção Humana de São Paulo, “dentro de uma de suas áreas de atuação na Renovação Carismática Católica, a Caridade Social, quer com esta campanha, aquecer não somente a alma dos adoradores, mas também os braços, pés, pernas, e todo o corpo”.

Ela destaca que, “precisamos buscar conversão sincera, pois o Senhor está à porta e bate! Abramos, pois, a porta e vejamos o irmão à  quem damos as mãos para rezar, muitas vezes, sem perceber as necessidades, desse irmão do Grupo de Oração (GO)”.

Um dos pilares de atuação do MPH, ela continua, a Caridade Social, nada mais é que a articulação dentro do GO das obras corporais de misericórdia de uns para com os outros. Todos somos chamados a exercitar a misericórdia, afinal, o próprio Senhor nos responde que “todas as vezes que fizermos isso a um dos Seus pequeninos, foi a Ele que fizemos (Mt 25, 40)”.

A Campanha acontecerá de forma muito simples e discreta: O coordenador do Grupo de Oração comunicará à assembleia sobre o início da Campanha. Ele deve explicar aqueles que doarem as peças deverão fazê-lo diretamente ao coordenador ou ao servo indicado para receber e cuidar das peças. Explicará também, que quem desejar receber alguma peça, deverá conversar de forma particular e reservada com o servo responsável pela distribuição das peças. Isso evitará constrangimentos!

Depois de todos os necessitados do GO serem atendidos (inclusive familiares, crianças, idosos, entre outros), caso sobrem peças, estas serão enviadas para outros grupos de oração que estejam com falta de peças. Depois de todos supridos, as roupas que sobrarem, podem ser distribuídas de forma gratuita no brechó do Projeto Abraço do Pai ou direcionadas às Pastorais Sociais  (Pastoral do Morador de Rua, Pastoral da Sobriedade, Pastoral Familiar, Pastoral da Criança, Vicentinos) da paróquia ou da diocese.

Texto: Ministério de Promoção Humana de São Paulo
Arte: MCS/RCC-SP

Posts Relacionados

Deixe seu Comentário