Ministério Jovem realiza Vigília Juventude em Chamas

O Ministério Jovem do Estado de São Paulo realiza a III Vigília Juventude em Chamas, que acontece desde 2015 nos dias 30/04 a 01/05. Além da oração, a programação prevê em todos os locais que aderiram à Vigília, a realização da Santa Missa, momento Mariano, Adoração ao Santíssimo Sacramento, terço da misericórdia, pregações, louvor, momentos de clamor pelo Brasil, Batismo no Espírito Santo, bem como também, um homenagens à São João Paulo II – patrono e intercessor dos jovens – por meio de peças de teatro, dança e/ou outras formas de evangelização. Todas as atividades são organizadas pelos próprios jovens.

O coordenador estadual do MJ-SP, Adriano Gonçalves, afirma que, “vivenciando o tema deste ano celebrativo para toda RCC, a juventude carismática do Estado de São Paulo é convidada, em unidade com todo o movimento através desta moção, a uma verdadeira experiência com a pessoa do Espírito Santo. E neste ano de, modo especial, vamos também lembrar da grande mulher de Deus, Beata Elena Guerra, que foi a grande apóstola da Efusão do Espírito Santo. Roguemos a ela que a juventude paulista ame e conheça verdadeiramente o Espírito Santo”.

Com mais de 30 dioceses confirmadas, a Vigília Juventude em Chamas tem alcançado um número surpreendente de pessoas, proporcionando a elas uma intimidade com Jesus, por meio do protagonismo juvenil e unidade com todo o Estado.

Segue abaixo as datas e os locais em que ocorrerão a vigília em cada diocese:

Dia 29/04 (sábado)

  1. Amparo: Início às 22h. Paróquia São Pedro Apóstolo, em Mogi Mirim/SP;
  2. Barretos: Início às 19h30. Casa da RCC, em Miguelópolis/SP;
  3. Caraguatatuba: Início às 22h. Paróquia São João Batista, em Caraguatatuba/SP;
  4. São João da Boa Vista: Início às 20h30 na Capela Nossa Senhora, em Santo Antônio do Jardim/SP.

Dia 30/04 (domingo):

  1. Aparecida: Início às 22h30. Santuário Frei Galvão, em Guaratinguetá/SP;
  2. Araçatuba: Início às 22h. Paróquia São João Batista, em Mirandópolis/SP;
  3. Assis: Início às 22h. Paróquia N. S. Aparecida, em Paraguaçu Paulista/SP;
  4. Barretos: Início às 00h na Comunidade José Operário, em Barretos/SP. Início às 22h na Igreja N. S. Aparecida, em Guaíra/SP e, também na Paróquia Sant’Ana, em Ipuã/SP;
  5. Bauru: Início às 21h30. Escritório da RCC, em Bauru/SP;
  6. Botucatu: Início às 22h. Santuário N. S. da Piedade, em Lençóis Paulista/SP;
  7. Bragança Paulista: Início às 22h. Santuário Bom Jesus dos Perdões, em Bom Jesus dos Perdões/SP;
  8. Catanduva: Início às 21h30. Paróquia Santa Rita de Cássia, em Catanduva/SP;
  9. Franca: Início às 22h na Capela São João Bosco, em Franca/SP e também, às 22h, na Paróquia São Sebastião e Santo Antônio, em Guará/SP;
  10. Guarulhos: Início às 21h30. Catedral N. S. da Conceição, em Guarulhos/SP;
  11. Itapetininga: Início às 23h. Paróquia São Judas Tadeu, em Angatuba/SP;
  12. Itapeva: Início às 23h. Paróquia São Roque, em Itapeva/SP;
  13. Jaboticabal: Início às 22h. Centro São Mateus, em Guariba/SP;
  14. Jundiaí: Início às 22h. Paróquia Cristo Rei, em Salto/SP;
  15. Lins: Início às 22h. Igreja São João Batista, em Penápolis/SP;
  16. Lorena: Início às 23h. Santuário Pai das Misericórdias/Canção nova, em Cachoeira Paulista/SP;
  17. Mogi das Cruzes: Início às 23h. Catedral de Sant’Ana, em Mogi das Cruzes/SP;
  18. Osasco: Início às 22h30. Nossa Casa Nossa Bênção, em Barueri/SP;
  19. Piracicaba: Início às 22h30. Paróquia Santa Rosa de Lima, em Piracicaba/SP;
  20. Presidente Prudente: Início às 22h. Paróquia São Pedro, em Presidente Prudente/SP;
  21. Ribeirão Preto: Início às 21h. Capela N. S. das Graças, em Ribeirão Preto/SP;
  22. Santo Amaro: Início às 22h. Catedral Santo Amaro, em Santo Amaro/SP;
  23. Santo André: Início às 22h30. Matriz Sagrada Família, em São Caetano do Sul/SP;
  24. Santos: Início às 22h. Paróquia São José Operário, em Peruíbe/SP;
  25. São Carlos: Início às 19h. Paróquia Divino Espírito Santo e Praça Del Guercio, em Itápolis/SP;
  26. São João da Boa Vista: Início às 19h30 na Igreja Imaculada Conceição, em São João da Boa Vista/SP; às 21h, na Igreja São Paulo Apóstolo, em Espírito Santo do Pinhal/SP e, às 22h, na Igreja São Roque, em São José do Rio Pardo/SP;
  27. São José do Rio Preto: Início às 22h. Casa de Missão da Comunidade Católica União Fraterna, em São José do Rio Preto/SP;
  28. São José dos Campos: Início às 22h. Paróquia Espírito Santo, em São José dos Campos/SP;
  29. São Miguel Paulista: Início às 18h30. Paróquia São Francisco dos Pequeninos, em São Miguel Paulista/SP;
  30. Sorocaba: Início às 23h. Casa de Retiro Sagrada Família (Estrada de Sorocaba-Salto de Pirapora/SP;
  31. Taubaté: Início às 19h. Santuário Santa Terezinha, em Taubaté/SP;
  32. Votuporanga: Início às 19h. Paróquia São Pedro, em Nova Luzitânia/SP;

Dia 01/05 (segunda-feira, feriado):

  1. Limeira: Início às 08h. Paróquia N. S. de Lurdes, em Limeira/SP;
  2. São João da Boa Vista: Início às 00h. Mirante, em Águas da Prata/SP;

Dia 06/05 (sábado):

  1. Campinas: Início às 22h. Comunidade Jesus te Ama, em Campinas/SP;
  2. Campo Limpo: Início às 22h. Paróquia São Vicente e São Tiago Apóstolo, em Embu das Artes/SP.

 

História da Vigília

A moção para a Vigília “Juventude em Chamas” nasceu no estado de São Paulo em 2011, à época com o nome de “Dia D”, um dia de mobilização de oração com toda a juventude paulista. Naquele ano, o então coordenador estadual do MJ-SP, Fernando Gomes, convocara as dioceses a vivenciar a unidade por meio do dia de oração em homenagem ao Papa João Paulo II. Naquela ocasião, as atividades foram realizadas no dia 1 de maio, dia da beatificação de São João Paulo II.

Adriano Gonçalves, então coordenador do MJ da Diocese de Jundiaí, no ano seguinte, sentiu o desejo de transformar o Dia D em uma vigília diocesana. E a adesão foi surpreendente, conforme ele.  Adriano lembra que, na ocasião, um dos versículos proferidos foi a passagem do livro do profeta Ezequiel (cap. 37, vers, 10), que diz: “Proferi o oráculo que ele me havia ditado, e daí a pouco o espírito penetrou neles. Retornando à vida, eles se levantaram sobre seus pés: um grande, um imenso exército” (Ez 37,10). Para ele, foi “ali o Senhor começava levantar um grande, um imenso exército e viu-se o cumprimento desta palavra nos anos seguintes porque a cada ano que acontecia a vigília aumentava o numero de participantes”.

Em 2013 a Vigília passa a se chamar “Juventude Em Chamas”, tendo como característica o clamor pela graça do Batismo no Espírito Santo e, uma vez que vivemos esta experiência, o Espírito acende a chama em nossos corações para uma vida nova e nos torna capazes de com seu poder anunciar a Cristo.

Após assumir a missão de coordenar o Ministério do Jovem do Estado de São Paulo e com o surgimento no Brasil da moção Nova Geração de Carismáticos, Adriano notou que esta nova geração necessitava estar convicta de sua identidade, viu-se a necessidade de fortalecer a unidade das dioceses, retomando o “Dia D” também no formato de Vigília. Em 2015, o coordenador levou esta proposta para o núcleo estadual, onde após o discernimento, ficou decidido que seria realizada a nível estadual, sob o nome de “Juventude em Chamas”.

A implantação da vigília a nível estadual ocorreu em 2015. E, em 2016, pela segunda vez no Estado a vigília teve como tema: “É Ele que salva tua vida da morte e te coroa de bondade e de misericórdia” (Salmo 103,4), que ia de ao encontro com a moção do Ano Santo da Misericórdia, instituído pelo Papa Francisco. Neste ano de 2017, em unidade com a moção nacional, “O Espírito Santo descerá sobre ti” (Lc 1,35), resgata o convite acerca de um novo Pentecostes direcionado sobre toda a juventude do Estado.

Texto e Arte: Assessoria Estadual do MJ-SP

Posts Relacionados

Deixe seu Comentário