No Congresso, Elenita pontua seis passos para ser um intercessor profético

Na segunda pregação deste sábado (15/10), Elenita Fátima dos Santos, integrante do núcleo nacional do Ministério de Intercessão, tratou sobre o “Perfil do Intercessor Profético”. A pregação aconteceu após o momento de cura conduzido pela coordenadora estadual do Ministério, Maria Mantovani, juntamente com o coordenador nacional, Luiz César Martins e a coordenadora estadual do Ministério de Oração por Cura e Libertação, Rita de Cássia Vieira de Camargo para os intercessores neste Congresso Estadual de Intercessão. O evento é realizado até amanhã (16/10) na Casa de Retiros Sagrada Família, em Salto de Pirapora (SP).

De acordo com Elenita, o intercessor profético é “aquele que se coloca na brecha (vide. Ez 22,30) porque tem compaixão pelos irmãos. O que capacita o intercessor a se apresentar a Deus e orar pelas intenções é o batismo no Espírito Santo”. Ela explica ainda que, “essa luta será vencida pelo nosso esforço e pela nossa fé, ao apresentarmos nossa intenção venceremos todas as batalhas, porque é Deus que combate por nós, através de nossa intercessão”.

O Intercessor Profético

Para tornar-se um intercessor profético, conta Elenita, é preciso seguir seis passos para capacitar-se. O primeiro passo é “capacitar-se para enfrentar as batalhas” – reforça afirmando – que, a ‘missão’ do inimigo é desfazer nossa união com Deus. Logo, “estamos em constante combate consigo mesmo, entre a vida velha e a vida nova, e em batalha contra o inimigo”, revela. Para vencer esse combate, ela afirma que é necessário orar constantemente pedindo o batismo no Espírito diariamente.

O segundo passo é “intensificar o seu ministério”, ou seja, faça-o crescer na graça e no conhecimento. “Para crescermos devemos nos manter fortes e perseverantes na oração, diante do sofrimento, orar a Deus e entregar tudo a Ele”, pontuou. O terceiro passo é “jejuar e orar mais”, pois, “existem batalhas que somente serão vencidas pelo jejum”, como Jesus mesmo disse aos apóstolos, recordou Elenita. Ela fala que a “intercessão profética nos torna aliados de Deus para cumprirmos aquilo que Deus quer realizar por meio do nosso ministério e o jejum nos dá lucidez e autoridade espiritual para ouvir o Espírito”.

O quarto é “oferecer suas lutas diárias e sofrimentos”, exorta a pregadora pedindo que “não reclame e não culpe aos outros pelos seus sofrimentos, como fez São Padre Pio de Pietrelcina. O penúltimo passo é “colocar-se na brecha”, dando a Deus liberdade para agir em todas as situações de sua vida. Elenita revela que “Ele tem o poder de realizar tudo em nossa vida, mas nós temos o livre arbítrio para escolher se quero que tudo na minha vida seja controlado por Ele ou não”.

Já o último passo é “persistir na oração até que minha intenção se realize”. “Muitos dos intercessores tem desistido, parado de orar antes do tempo. Persista até que se realize ou até que o seu coração fique em paz na certeza do que o Espírito revelar a você”, reforçou. Se formos perseverantes receberemos a resposta claramente do Espírito e seremos intercessores proféticos, definiu ela.

Posts relacionados

One Thought to “No Congresso, Elenita pontua seis passos para ser um intercessor profético”

  1. Odete aparecida

    Foi maravilhoso esse congresso ….amo esse ministério Intercessão -Jundiai

Leave a Comment