Pe. Paulo Ricardo no #CEJ2016: “amar é uma aventura maravilhosa”

A segunda pregação desta manhã (11/11), o Pe. Paulo Ricardo ensinou para os mais de 2 mil jovens a “aventura maravilhosa de amar” com três passos. “Deus é amor, Ele quer matar o ‘egoísta’ que há dentro de nós, pois o que santifica as pessoas é um amor heroico, que transforma a vida, um amor infinito que quanto mais eu O amo, mais eu quero amar o outro”, pontuou. O Congresso Estadual Jovem acontece no Clube União Recreativo de Sorocaba, no Jardim Guadalajara, com o tema “Juventude Sentinela da Manhã espalhando a chama”.

Conforme o sacerdote, Deus chama a juventude carismática para ir para águas mais profundas. Antes de ensinar o caminho para a Santidade, o pregador explicou a história de Martim Lutero e o pensamento protestante.

Santidade e o pensamento protestante

“Somos pequenos ‘Luteros’, tem muitos deste por aí e vou explicar para vocês o porquê da minha afirmação”, frisa. Na época em que Lutero estava no seminário, conta o padre, metade da Europa havia sido dizimada, vítima da peste negra. A doença matou, inclusive, muitos padres “santos” que conheciam o caminho para a santidade, mas, morreram cuidando desses doentes. “No seminário, Lutero era esmagado pelo pecado e, nessa luta, ele deixou de acreditar na possibilidade da santidade. Dessa forma, ele passa a acreditar em um lema de vida próprio: “quanto mais pecador, mais devo recorrer à misericórdia divina”.” A santidade passa a ser um mito medieval para os protestantes assim.

Para alcançar a santidade, destaca o padre, é preciso declarar guerra aos seus pecados e amar de maneira heroica.

Três Passos Básicos

img_6523Com os ensinamentos de Santa Teresa D’Ávila, Pe. Paulo Ricardo revela, em três passos básicos, como alcançar a santidade. De acordo com ele, os três passos são as três moradas que Santa Teresa fala em seu livro sobre as “Sete moradas”. Ele enfatiza que as três primeiras moradas são as que a maioria das pessoas estão, pois a partir da quarta é o chamado “caminho dos santos”.

O primeiro passo, afirma o sacerdote, é estar em estado de graça. Mas o que significa isso? Significa que “se você cometer um pecado mortal que você não deve ir morrendo pro confessionário, deve ir voando!”. Ele enumerou os pecados mortais frequentes dos jovens: “faltar à missa no domingo; desejar o mal às pessoas; pecar contra a castidade, entre outros”. A confissão restaura-nos e em estado de graça, “o seu organismo sobrenatural está inteiro para poder receber o alimento dos fortes, a comunhão”, exclama.

Uma vida de oração íntima com Jesus” é o segundo passo. Você precisa orar todos os dias e para isso, precisa da graça de Deus, – frisa o padre –, orientando os participantes a comungar com mais frequência, com fé, para tocar o coração de Jesus. Ele os exortou ainda a ter primeiro um compromisso com a vida de oração pessoal para depois se comprometer com a vida do grupo de oração. “A vida do seu grupo de oração é alimentada por sua oração pessoal íntima com Jesus”.

O terceiro passo é “ter uma vida para os outros”. Padre Paulo Ricardo aponta que “a sua vocação é ser pai/mãe biológico e/ou espiritual para os outros, não pense em si mesmo. Pense apenas em levar as pessoas ao Céu! Você precisa ter tempo para amar Jesus e amar aos outros”. Contudo, “essa graça precisa se encarnar para que você possa amar os outros; não tem como amar sem pagar o preço do amor”, encerra.

O pregador concluiu: “quando você estiver assim, passar por três estágios, Deus fará sua passagem para a quarta morada”.

Posts relacionados

Leave a Comment